Porquê o amor acaba?

Eu acho que eu comecei esse texto com o título errado, por que na verdade não é o amor que acaba, somos nós que acabamos com o amor. É super interessante o modo como as pessoas reclamam dos fins das relações, dos começos das brigas e de todo o conjunto de passos que levam ao fim do amor. Então a pergunta que realmente deve-se fazer é: Porquê as pessoas acabam com o amor?

A resposta pode ser simples, ou complicada, depende do nível de relação que você tem, eu posso só responder que as pessoas acabam com o amor por falta de interesse, numa relação vazia e que muitas vezes é regada diariamente a falsas esperanças, indiferenças e brigas casuais. Essa talvez seja a resposta simples, curta e óbvia, levando em conta uma relação assim, aí amigo, quando isso acontecer, coloca Vanessa da Mata pra tocar, porque é só isso, não tem mais jeito, acabou, boa sorte…

Agora, vamos para os relacionamentos mais “sólidos”, cheios de companheirismo, amor ao próximo, e com uma base bem séria de que relações podem durar mesmo se vivida a partir de momentos, por muitas vezes, ilusórios, mas que pra muitos funcionam. Viver a base de sensações. emoções e deixar que o dia de amanhã se resolva no dia de amanhã. Essas realmente, talvez sejam as mais frágeis, as mais fáceis de se quebrarem, mas ainda sim, são as mais verdadeiras, porque há emoção, há frutos bons a se colher, e por mais que elas sejam as mais frágeis, elas se tornam as melhores por isso, porque necessitam de mais cuidados, e se durarem, sorte de quem viver dela, se não, só vai restar cada um pro seu lado, quanto mais se sobe, maior é o tombo quando se há uma queda. Relações assim costumam acabar, quando você vive muito em pouco tempo, não que sempre seja assim, você corre o risco de não ter mais o que oferecer e nem a receber, e nenhum dos dois vai ser feliz só por amar alguém, sem se sentir amado.

Então, meus caros amiguinhos e amiguinhas, se vocês estão namorando e possuem esse medo, aqui vai uma dica: Não importa qual dos dois relacionamentos mais se parece com o seu, ambos precisam de muita conversa para funcionar, sem diálogo não há respostas e sem respostas não há como seguir em frente. E não sejam tolos, não falta amor, falta amar.

COMPARTILHAR
Luis Junior

Sou aquele garoto que amava os Beattles e os Rolling Stones.