Sírius – A Estrela Mais Brilhante Vista no Céu

Você provavelmente já deve ter visto uma imensa estrela destacando – se no céu noturno, especialmente em janeiro quando ela se destaca mais no céu à meia noite, e já deve ter se perguntado que estrela seria aquela. Trata-se de Sírius uma imensa e brilhante estrela de magnitude aparente de -1,46 a mais brilhante vista da terra no céu noturno atualmente. É importante lembrar que muitas vezes o que aparenta ser uma estrela muito brilhante no céu pode ser na verdade Júpiter ou Vênus, que se parecem muito com uma estrela quando vistas a olho nu no céu e possuem uma magnitude maior do que Sírius (ou seja são mais brilhantes).

0

Sírius se encontra na constelação de Canis Major (Cão Maior), a aproximadamente 2,6 parsecs (ou 8,57 anos-luz), sendo também uma das estrelas mais próximas da terra. Em 1844, Friedrich Wilhelm Bessel, deduziu que Sírius era na verdade é sistema estrelar binário ou seja é composto por duas estrelas: Sírius A com uma temperatura na superfície de 9.940 Kelvin e Sírius B, sendo essa uma anã branca ou ramescente estrelar, elas orbitam – se a uma distância de aproximadamente 20 unidades astronômicas ou 1,4959787111 metrôs, o que equivale à distância do sol até urano aproximadamente, completam sua órbita em um período de 50 anos. Estima-se que a idade desse sistema seja de aproximadamente 230 milhões de anos. As primeiras referências que se têm de Sírius remontam aos egípcios a cerca 4.000 anos, eles a conheciam por Sothis em referência a um de seus deuses, porém o nome que conhecemos hoje provém do latim Sírios que quer dizer brilhante.

Deixando de lado á todas as especulações de extra-terrestres e todo o tipo de mitologia que você possa imaginar, Sírius ainda guarda alguns segredos que os astrônomos ainda não conseguiram esclarecer:

Algumas irregularidades orbitais aparentes em Sírius B têm sido observadas desde 1894, sugerindo uma diminuta terceira estrela companheira, cuja existência ainda não foi confirmada.
Segundo antigas observações, Sírius teria sido descrita como uma estrela vermelha, ao passo que hoje em dia A “Sirius A” é uma estrela branco-azulada. A possibilidade de ter ocorrido uma evolução estelar em ambas as estrelas, poderia explicar estas discrepâncias, sendo no entanto uma hipótese rejeitada pelos astrônomos.
Não obstante apenas no século 19 ter sido identificada a segunda estrela Sírius B”, muitos gregos já consideravam Sirius como um elemento duplo.

Para localizar Sírius no céu, o primeiro passo é saber localizar uma das constelações mais conhecidas, a constelação de Órion, que possui três estrelas popularmente conhecidas como “As Três Marias”. Para quem nunca tentou se localizar no céu, achar as três marias são o melhor ponto de partida. Distinguir as três marias de outros grupos de três estrelas é questão de prática e paciência (não tente descobrir tudo em cinco minutos). Depois que achar as três marias, localize também as estrelas em volta. Traçando uma linha a partir das três marias é possível achar Sirius, que é a estrela mais brilhante.

Você também pode usar o Sky Map  para Android!

0

COMPARTILHAR
Luis Junior

Sou aquele garoto que amava os Beattles e os Rolling Stones.