20 coisas que um homem podem fazer para não ser machista

“Machismo ou chauvinismo masculino é o conceito que baseia-se na supervalorização das características físicas e culturais associadas com o sexo masculino, em detrimento daquelas associadas ao sexo feminino, pela crença de que homens são superiores às mulheres. Em um termo mais amplo, o machismo, por ser um conceito filosófico e social que crê na inferioridade da mulher, é a ideia de que o homem, em uma relação, é o líder superior, na qual protege e é a autoridade em uma família.”

machista

O que vimos acima é o conceito de machismo, aplicado pelo Wikipédia, mas todos sabemos que vai muito além disso, esse tipo de atitude amplamente presente na sociedade, é um verdade mal que deve ser combatido, então separamos aqui, 20 coisas que um homem podem fazer para não ser machista, confira:

  • Pensar duas vezes antes de chamar uma mulher de louca só porque têm pontos de vista diferente.
  • Prestar atenção para não reproduzir “no automático” a piada de tiozão machista para o pai de alguma menina: “de consumidor vai passar a ser fornecedor, hein?”
  • Dar aquele toque nos amigos quando você vir que mandaram um nude vazado no grupo do WhatsApp.
  • Tirar o verbo “ajudar” quando se referir às tarefas de casa.
  • Pensar na melhor maneira de repreender alguém que fizer uma piada machista.
  • Parar de julgar a mulher que gosta de pornografia.
  • Não colocar a culpa nas roupas ou atitudes de uma mulher, quando ela sofrer violência sexual.
  • JAMAIS dizer que alguma mulher está nervosa por “falta de r0la” ou por “estar de TPM”.
  • Contestar o pensamento “essa é pra casar” e “essa é só para passar a noite”.
  • Não usar, nem de brincadeira, o termo “feminazi”.
  • Não achar que sua experiência de relacionamento que não deu certo se aplica a todas as mulheres do mundo.
  • Parar de regrar modos sobre as roupas e maquiagem das mulheres.
  • Tentar se policiar para não usar a frase “ah, mas mulher já viu, né” ou outras que generalizem o comportamento feminino.
  • Pensar por um minuto para entender que a mulher não é “a maior” responsável por uma gravidez indesejada.
  • Não se comportar como um cara traído se sua ex ficar com alguém depois do fim do relacionamento de vocês.
  • Saber que feminismo não tem nada a ver com depilação.
  • Lembrar de que existem várias formas de compreender os limites da pessoa na cama.
  • Não deixar que a insegurança o transforme em um opressor.
  • Pensar que atitudes pró-feminismo na vida real podem ser melhores do que entrar em debates sobre o assunto na internet.
  • E entender, de uma vez por todas, que ninguém mata ou bate em alguém por amor.
COMPARTILHAR
Luis Junior

Sou aquele garoto que amava os Beattles e os Rolling Stones.