10 músicas que parecem românticas, mas na verdade não são

Isso já aconteceu com todo mundo: Descobrimos músicas que nos hipnotizam desde os primeiros acordes, com uma voz suave e uma melodia agradável e elas nos levam a dedicar a uma pessoa especial, ao menos, até você perceber que aquelas melodias muito agradáveis escodem mensagens que fogem de nossas primeiras impressões e ao entender bem a letra, talvez não faça muito o tipo de música que você dedicaria para a pessoa especial.

1. The Police – “Every Breath You Take”

Embora seu uso em vários filmes e séries normalmente vem acompanhado de momentos românticos, a música é muito mais triste, pois é mais de um perseguidor obsessivo, refletindo em parte, as frustrações. Sting disse em 1983 durante uma entrevista com New Musical Express: “Eu acho que é uma música muito suja e má. É uma canção sobre ciúmes, assédio e possessividade”.

2. Whitney Houston – “I Will Always Love You”

Mesmo que o título leve a pensar que vai ser a música perfeita para colocar em seu casamento, é realmente sobre uma ruptura, e “Goodbye (…) we both know I’m not what you need”, nos mostra que talvez não é uma boa para dedicar ao seu parceiro.

3. REM – “The One I Love”

Esta canção é o oposto de uma canção de amor porque ele fala sobre como as pessoas podem usar as pessoas. É enganosa, porque ela pode  até ser considerada romântica até atingir a linha, “A simple prop to occupy my time” (Só um objeto para ocupar meu tempo).

4. The Beatles – “Norwegian Wood (O pássaro voou)”

O que começa como uma história de sedução torna-se um comentário amargo sobre os casos de amor e traição. John Lennon disse uma vez que de alguma forma foi moldar suas próprias experiências e seu medo da possibilidade de que sua esposa descobrisse o que estava acontecendo longe de casa.

5. Bon Iver – “Skinny Love”

Esta canção é incrivelmente bela, mas fala de um amor vazio, um amor que está faminto, não só altera a sua pessoa no momento, mas altera seus relacionamentos futuros.

6. O Jesus and Mary Chain – “April Skies”

Ao invés de discutir o carinho que poderia ser dado debaixo do céu de abril, a banda escolheu contar a história de um amante abandonado que matou uma jovem quando ela tentou se afastar dele.

7. Pixies – “Here Comes Your Man”

Embora a música te faça pensar sobre uma menina esperando por seu namorado, Frank Black (autor da música) tinha algo totalmente diferente em mente. A letra é sobre um sem-teto depois de viajar em um grupo após um terremoto na Califórnia.

8. The La’s – “There She Goes”

Com um ritmo alegre e cativante, essa música é sobre heroína e contém uma metáfora entre a heroína e as mulheres, como se vê nas frases: “Lá vai ela outra vez, Correndo pelo meu cérebro” e “Lá funde novamente, pulsando em minhas veias “.

9. Neil Diamond – “Cracklin ‘Rosie”

Esta é uma canção dedicada a uma garrafa de vinho, na ausência de um par. Uma explicação que Neil Diamond deu a David Wild para a Rolling Stone: “Nas noites de sábado, os meninos vão para suas meninas; os caras que não têm uma menina vão para uma garrafa de Rosie, e ela se torna sua namorada para o fim de semana.”

10. Antony and the Johnsons – “Fistful of Love”

Tecnicamente é uma canção de “amor”, no entanto, é o retrato de uma relação baseada na violência doméstica e autodestruição ao invés de qualquer forma de respeito ou de um amor “saudável”.
COMPARTILHAR
Luis Junior
Sou aquele garoto que amava os Beattles e os Rolling Stones.